Arquivos da categoria: Notícias

Conheça Ana Lúcia Lage

Ana Lúcia Lage é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

 

analucialage 1Engenheira Eletricista (UFBA), Especialista em Telecomunicações (PARIS VII), Mestre em Redes de Computadores (UNIFACS) com Doutorado em Difusão do Conhecimento (UFBA). Professora Adjunta no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Prof. Milton Santos (IHAC/UFBA) e do Programa de Pós-Graduação Multi-institucional e Multidisciplinar em Difusão do Conhecimento (PPGMMDC/UFBA). Ampla experiência em atividades profissionais na área de telecomunicações, redes de computadores e produção de inovação em TIC, sendo coautora de três patentes de invenção.

Como pesquisadora, seus atuais temas de interesse envolvem a análise cognitiva, a investigação em torno de estratégias de construção de conhecimento por indivíduos que articulam redes em comunidades cientifico-tecnológicas, acadêmicas ou profissionais, em contextos locais e espaços virtuais onde compartilham repertórios e empreendimentos comuns, fazendo destes lugares de intersecção e trocas, Espaços Multirreferenciais de Aprendizagem.
Destaca-se o seu interesse pelos Estudos em Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA), pelo entrelaçamento entre práticas e desenvolvimentos científico-tecnológicos, suas redes sóciotécnicas, suas implicações culturais e impactos socioambientais.

https://ufba.academia.edu/AnaLuciaLage

Conheça Yara Guasque

Yara Guasque é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

 

IMG_20160303_154358082Yara Guasque é artista independente e pesquisadora. Membro do Conselho Editorial da Revista Jar (Journal for Artistic Research) e da Revista Palindrome (PPGAV / UDESC). Atualmente é aposentada do cargo de Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina), Brasil. Doutora pelo Programa de Comunicação e Semiótica da PUC SP. Pós-doutora em Estética e Comunicação pela Universidade de Aarhus (2012/2013). Pesquisadora visitante em 2001/02 no Media Interface and Network Design, M.I.N.D. Lab, Telecommunication, Information Studies & Media na Universidade de Michigan. Membro do ABCiber (Associação Brasileira de Pesquisadores Cibercultura). Autora do livro: Telepresença: interação e interfaces (2005). São Paulo: EDUC / Fapesp.
Yara Guasque (Org.). Digital Art: Fraturas, proliferativa preservação e Affective Dimension. Artes Digitais: Fraturas, Preservação proliferativa e Dimensão afetiva. Florianópolis: Editora da UDESC, 2014.

Acesso em: http://medialab.ufg.br/pages/73171-arte-digital-fraturas-preservacao-proliferativa-e-dimensao-afetiva

Conheça Djalma Thürler

Djalma Thürler é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ele conferindo uma breve biografia.

 

Seminário-de-Educ-Estética-34Djalma Thürler é Secretário de Cultura e Turismo de Madre de Deus (BA), Professor Adjunto do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e, também, professor permanente do Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade. É Pós-Doutor em Literatura e Crítica Literária pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP) e Coordenador do CuS – Grupo de Pesquisa em Cultura e Sexualidade. É Diretor artístico da Companhia de Teatro Ateliê Voador e artista interdisciplinar. Já dirigiu mais de 20 espetáculos, dentre os quais: “Três cigarros & a última lasanha” (2015), ” Qu4tro carreirinhas” (2015), “Coral: uma Etno(cena)grafia” (2014), “Solo Almodóvar” (2013), “O Diário de Genet” (2013) e “Salmo 91” (2012-2013).

Conheça Julien Bellanger

Julien Bellanger é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ele conferindo uma breve biografia.

 

bellanger-julien_PiNGDesenvolvedor de projetos em domínios artísticos, culturais, científicos e técnicos, Julien Bellanger é co-fundador da associação PING, que explora desde 2004 práticas da era digital, e incentiva re-apropriações tecnológicas. Através da inovação digital e social, Ping facilita a sinergia entre comportamentos tradicionais do público, promovendo os valores da cultura livre.
Julien está envolvido em diversas atividades (oficinas, residências, encontros, acampamentos…) cujo cruzamento da abordagem pedagógica e do olhar artístico procura dar sentido para temas que impactam as tecnologias digitais para a inovação social.

Em 2015, como parte da criação de um laboratório aberto de Arte / Ciência / Tecnologia / Sociedade, Ping convidou pesquisadores, artistas, criadores e exploradores a fim de questionar e decodificar o Antropoceno, a era geológica em que a atividade humana impacta significativamente nos ecossistemas terrestres. Como pode a prática artística informar esta mudança de era? Como as obras de arte e processos criativos podem tornar esta transição visível e palpável?

Em 2016, Ping continua esta dinâmica exploratória e convida artistas e pesquisadores para trabalhar relações simbióticas entre os seres humanos, plantas e animais, não só na atmosfera que rodeia nosso planeta, mas também nos oceanos. E assim, O.CAMP se desdobra para o 1.CAMP.

Referências:
http://pingbase.net/
http://pingbase.net/1-camp
http://plateforme-c.org/
http://artlabo.org/

Conheça Gisela Domschke

Gisela Domschake é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

 

GISELACo-fundadora e diretora artístico do Labmovel (Prix Ars Electronica 2013). Ex-professora do MA Cultura Digital na Universidade de Goldsmiths, em Londres. Desde que voltou ao Brasil, vem ministrando cursos nas áreas de design de experiência e mídias digitais. Em 2008 fundou e dirigiu o LabMIS, o laboratório de mídia do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, onde foi responsável pelo programa de exposições, oficinas, residências artísticas, festivais e parcerias com instituições internacionais. Vem realizando uma série de projetos curatoriais internacionais em colaboração com instituições internacionais, entre eles o Red Bull Basement (Red Bull Station, São Paulo, 2015), a IV 3M Mostra de Arte Digital (Instituto Tomie Otahke, São Paulo, 2013), a ZERO1 Bienal de Arte e Tecnologia (San Jose, CA, 2012) e Paralelo, Arte Tecnologia e Meio-Ambiente (CCSP, São Paulo, 2009).

http://giselad.com
www.labmovel.net

Conheça Luciana Fleischman

Luciana Fleischman é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

 

fotoperfilLuciana Fleischman é Licenciada em Comunicação Social pela Universidad Nacional de Rosario (Argentina) e mestre em Comunicação, Imagem e Informação pela Universidade Federal Fluminense (Brasil). Pesquisa e produz atividades experimentais em arte e tecnologias livres, como o Festival Tropixel-Arte, Ciência, Tecnologia e Sociedade (Ubatuba, Brasil), o projeto Aprender Brincando, que desenvolve laboratórios de aprendizagem em rede em escolas públicas do Rio deJaneiro, e a plataforma Rede//Labs, onde pesquisa sobre cultura digital experimental no Brasil e América Latina. Atualmente reside em Medellin (Colômbia) onde coordena o programa de residências do laboratório comunitário Platohedro.

http://redelabs.org/
http://platohedro.org/
http://culturadigital.br/erratica

 

 

Conheça Carlos Lentini

Carlos Lentini é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ele conferindo uma breve biografia.

 

Carlos Alessandre Domingos Lentini é doutor em Oceanografia Física e Meteorologia pela Rosenstiel School of Marine and Atmospheric Science da Universidade de Miami (RSMAS/UM) com Pós-Doutorado no Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP). Desde 2007 é Professor do Departamento de Física da Terra e do Meio Ambiente do Instituto de Física da Universidade Federal da Bahia (UFBA), atuando nos cursos de Graduação em Oceanografia e de Pós-Graduação em Geofísica (Área de Concentração em Oceanografia Física) da UFBA, e em Sistemas Costeiros e Oceânicos do Centro de Estudos do Mar (PGSISCO) da Universidade Federal do Paraná (UFPR). Atualmente é Professor Associado I, pesquisador do Grupo de Oceanografia Tropical (GOAT) e do Centro de Pesquisa em Geofísica e Geologia (CPGG). Publicou mais de 50 trabalhos em revistas especializadas, capítulos de livros, anais e eventos científicos, incluindo 2 trabalhos premiados. Tem experiência na área de Oceanografia e Sensoriamento Remoto, com ênfase em Oceanografia Física, por Satélites e análise de dados geofísicos (in-situ e numéricos), atuando principalmente nos seguintes temas: dinâmica da troposfera oceânica, variabilidade climática, hidrodinâmica da plataforma continental, ondas internas, circulação de meso escala com ênfase no Atlântico Sudoeste e Tropical Oeste, e interações bio-físicas. É membro da American Geophysical Union (AGU), American Meteorological Society (AMETSOC), Associação Brasileira de Oceanografia (AOCEANO), Sociedade Brasileira de Geofísica (SBGf) e Sociedade Brasileira de Meteorologia (SBMet).

Conheça Emerson Andrade Sales

Emerson Andrade Sales é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

Emerson_salesO Dr. Emerson Sales possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal da Bahia (1981) , especialização em Eng. de Proc Petroquímico (Cenpeq) pela Universidade Federal da Bahia e Petrobras (1981) , especialização em Catálise e Cinética pela Universidade Federal da Bahia e Cofic (1986) , mestrado em Química pela Universidade Federal da Bahia (1990) , doutorado em Ciencias / Engenharia Quimica pela Université Paris VII – Denis Diderot (1996) e pos-doutorados pela Universite de Paris VII – Denis Diderot (1998 e 2000) e pelo IRCEL (Lyon ? França, 2007-2008, desenvolvendo novas tecnologias para a geração de biocombustíveis) e outro em curso na Université Paul Sabatier (2009) . Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal da Bahia. Tem experiência na área de catalise heterogênea e cinética, atuando principalmente em projetos de pesquisa voltados para o desenvolvimento sustentavel. Atualmente está pesquisando o potencial energético das microalgas. É Coordenador do Programa UFBA Ecológica e do Laboratório de Bioenergia e Catálise – LABEC, integrante da Rede de Tecnologias Limpas – TECLIM / UFBA. Atualmente é bolsista de produtividade em pesquisa PROPI / UFBA.

Laboratório de Bioenergia e Catálise

ORCID

Conheça Ricardo Dal Farra

Ricardo Dal Farra é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

 

Dal Farra_photo by David WardÉ diretor fundador do Centro de Experimentación e Investigación en Artes Eletrónicas (CEIArtE) da UNTREF, Argentina. Recentemente, foi diretor do Hexagram-Concordia e co-diretor do Hexagram-CIAM, dois entre os maiores centros de tecnologias, arte e mídia do mundo, localizado na Concordia University, Montreal, Canadá, onde Dal Farra é professor de música eletroacústica. Trabalhou em projetos de música e novos meios: Ministério de Educação da Argentina, Amauta, em Cuzco-Perú e para a UNESCO, França. Tem concertos em mais de 40 países, obras em 22 CDs. Publicação em Organised Sound (Cambridge Press)Computer Music Journal e Leonardo Music Journal (MIT Press) e Ideas Sónicas. Possui o Projeto da Coleção de Música Eletroacústica Latinoamericana (Daniel Langlois Foundation), Canadá. Em 2015 foi diretor artístico do TRANSITIO: Cambios Compartidos: Festival de Artes Eletrônicas e Vídeo, México. Criou e dirige o Congresso Balance-Unbalance (BunB), que vem sendo apoiados pela UNESCO e Centro do clima da Cruz Vermelha Internacional, e o Simpósio e Projeto Understanding Visual Music (UVM).

 

Concordia University

CEIArtE-UNTREF

 Understanding Visual Music 2015

Transitio 2015

e-music

art! ⋈ climate

Balance-Unbalance 2016

Latin American Electroacoustic Music Collection

Conheça Ines Linke

Ines Linke é parte do comitê do Tropixel-Água. Conheça mais sobre ela conferindo uma breve biografia.

 

ineslinkeInes Linke, trabalha como professora na Universidade Federal da Bahia, com mestrado e doutorado em Arte pela Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil (2012) e um Bacharelado pela Universidade de Iowa (1993). Nos últimos anos, ela tem organizado o Simpósio Interdisciplinar: Paisagem e Memória (2013); Monumento a Macunaíma (2013), o Colóquio interdisciplinar: Tempos Possíveis (2012) e participou em diferentes eventos, projetos e exposições: Ao amor do público I, Rio de Janeiro (2016); Jardinagem: Territorialidade, temporalidade, ato político, Curitiba (2015); Terroir: arte y naturaleza, Coronel Suarez, Argentina (2014); Utopiana, Genebra, Suíça (2014); X Bienal de Arquitetura, São Paulo (2013); Outros Lugares, Belo Horizonte (2012); Noite Branca, Belo Horizonte (2012), Muros: Territórios Compartilhados, Belo Horizonte (2011); Porque a gente é assim?, Rio de Janeiro (2010); Contemporary Art Bienal, Tirana, Albânia (2009).